Ex-rainha de Naboo e posteriormente senadora, Padmé é uma mulher firme, determinada e inteligente que busca através de meios pacíficos (como a diplomacia) tentar manter a paz no caos em que se encontra a galáxia. Em meio aos conflitos políticos, ela acaba por se apaixonar e casar com Anakin Skywalker, resultando dessa união duas crianças: Luke e Léia. Quando Anakin se volta para o lado negro da força, chegando a atacá-la, ela desiste de viver e pouco depois de dar a luz às crianças, morre.
Esta é a roupa que Padmé usa em “Star Wars: Episódio II – O Ataque dos Clones”, nas cenas que ocorrem em Tatooine e Coruscant, quando ela e Anakin vão resgatar Obi-Wan.

Data da confecção: primeiro trimestre de 2005
Custo: Aproximadamente R$ 120,00
O que gostei mais: as botas e o visual do penteado
O que menos gostei: ter que tomar cuidado com a roupa para não sujar, já que é clara, e fazer o penteado… que sozinha eu demoro cerca de uma hora… ah, esse cosplay também não é prático para assentos de encosto alto, como cinema, pois como o coque chega primeiro, não dá para apoiar as costas.
Eventos onde usei: Dia do Fã 2005, Animecon 2005, Jedicon 2005, Estréia de “Star Wars – Episódio III – A Vingança de Sith”, Dia do Fã 2006, XIII EIRPG.

História: Na época que fiz este cosplay, estava muito viciada em Star Wars e fiquei com vontade de fazer uma roupa da Padmé. A princípio, fiquei encantada com a que ela usa como handmaiden no Episódio I, mas a complexidade do tecido e o fato de eu não conhecer nenhuma costureira me desencorajaram. Procurei no site Padawan´s Guide uma roupa mais simples e me deparei com esta, que acabou sendo a minha escolha final. Aliás, oficialmente esse foi o meu primeiro cosplay, então muita coisa eu faria diferente se fosse refazê-lo atualmente.

O traje branco encomendei numa loja de balé, e foi feito com tecido elanca, e acabou sendo a parte mais cara do cosplay (R$ 70,00 a calça e a blusa, senão me engano). Se eu pesquisasse melhor, talvez achasse algo mais barato, mas não tinha tempo para isso na época, além de que na loja já viria com os detalhes de costura que eu precisava. A única desvantagem que encontrei foi que a loja fez a manga mais curta do que eu tinha em mente, mas de resto, gostei do resultado.

O cinto e a caneleira foram feitos de E.V.A., um material encontrado facilmente nas grandes papelarias, e usei cola quente para grudar as diferentes partes. Como foi a primeira vez que mexi com esse material, cometi alguns erros. Primeiro, não se deve usar caneta ou canetinha para fazer marcações, pois não seca nunca no E.V.A., o ideal é usar lápis. Além disso, cola quente deforma o E.V.A., apesar de eu ter visto muita gente usar em artesanato, não gostei de como ficou, recomendo usar cola de contato para grudar as partes. Por fim, o material é muito frágil e rasgou mais de uma vez, se fosse refazer o cinto, usaria courino e utilizaria o E.V.A. só para confeccionar os bolsos e o coldre.

A capa não gastei nada para fazer, usei pano de uma cortina da minha tia (improviso é o que há!), e apesar de não ser felpudo, tem a cor próxima e não esquenta tanto. Para um primeiro cosplay ficou bom, mas hoje em dia eu iria atrás de uma manta para fazer a capa.
Quanto a bota, tive alguns problemas, porque eu estava procurando em pleno verão um artigo de inverno (só faltava os vendedores rirem da minha cara quando eu perguntava sobre botas rs). Por fim, achei uma branca em liquidação por R$ 30,00, não era da altura que eu precisava, mas comprei assim mesmo. Então fiz duas polainas brancas para ficarem entre a bota e a caneleira, obtendo resultado satisfatório.

Fiz também uma blaster, a arma que ela carrega na cintura, com papelão, embalagem de kinder ovo, canudo, durepox e massa corrida. Se fosse fazer hoje, faria de outro jeito, mas olhando de longe não ficou mal rs.

O penteado é minha obra prima! Para fazê-lo, prendo o cabelo em rabo de cavalo, vou separando mechas, as enrolando formando “minhoquinhas” e passando MUITO gel. Cada mecha feita é esticada e presa (no caso, prendo em uma toalha que coloco em volta do pescoço) para secar assim. Depois de uns 10 minutos, solto as mechas da toalha e vou as prendendo com grampo para fazer o coque, ajeitando para que fiquem entrelaçadas. Sozinha, levo cerca de uma hora para fazê-lo… e já contei 20 grampos num mesmo penteado XD. Dá trabalho, mas depois não preciso me preocupar com ele pelo resto do dia, fica bem preso e firme.

Caso queira fazer esse cosplay, um ótimo site é o The Padawan’s Guide. Nele há várias imagens e dicas de como fazer, além de fotos de cosplayers.

Imagens do Cosplay

Imagens de Referência

2 Responses »

  1. Parabéns! Ficou igualzinha, tenho uma dessa também. Agora estou querendo um vestido… Aquele que ela aparece no jardim… Ele e lindo e tricolor… Não estou conseguindo o tecido… Nem comprar pronto… Se souber me mande um e.mail… E para o aniversario de meu filho… O tema e star wars….bay

  2. Ameeeeeiiii as ideias… Seu cosplay ficou ótimo… Mas pra arma eu usei aqueles tubinhos de arminha de água.. achei que ficou bom.. hehe
    Como vc fez aquela parte da bota?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *